Você está aqui
Início > Diversos > Chocolate: A Bebida Criada para os Deuses

Chocolate: A Bebida Criada para os Deuses

O chocolate é um vício de muitas pessoas, sua história começa há 3 mil anos atrás, e vêm da civilização Olmeca. O povo Olmeca é o responsável por ter dado início ao cultivo da planta que deu origem ao chocolate.

Muitos anos depois, a civilização Olmeca já não existia mais, e quem tomou conta de seus lugares foi a civilização Maia. Para os Maias, aquela planta cultivada pertencia aos deuses, e os seus frutos era uma dádiva ao homem. Essa planta chegou a ser tão importante para o povo Maia, que resolveram criar uma bebida derivada do cacau, era uma bebida fermentada, feita com as sementes do cacau, essas sementes eram torradas, moídas e misturadas com a pimenta. Era uma bebida muito amarga, mas apesar disso, era uma bebida muito apreciada por reis e nobres, e eram consumidas em celebrações importantes.

Planta de cacau
Planta de cacau

Cerca de 900 a.C., com o desaparecimento do império Maia, surgiram os povos Toltecas e os Astecas. Ambos povos tiveram forte ligação com essa planta. O rei dos Toltecas, que era conhecido como o deus do ar, tinha a missão de trazer do Éden para o Homem as sementes da planta. Já para os Astecas, essa planta servia como fonte de energia e sabedoria espiritual.

Civilizações antigas que consumiam a bebida do cacau
Civilizações antigas que consumiam a bebida do cacau

Essa planta foi levada a Europa pelo Cristovão Colombo, no ano de 1502. Suas sementes foram oferecidas ao rei Fernando II, mas ficaram desapercebidas no meio de tantas outras riquezas. Pouco tempo depois, em 1519, o cacau foi redescoberto, através do espanhol Hernando Cortez, ele experimentou pela primeira vez a bebida amarga que foi oferecida pelo último rei Asteca, Montezuma II. Cortez se fascinou com a forma que os Astecas tratavam as sementes do cacau, era como um tesouro valioso que eles tinham. Ele se admirou cada vez mais com essa planta, e então resolveu levar essa planta para a Espanha, porém, os espanhóis não gostaram da bebida.

Algum tempo depois, eles perceberam o valor que essa planta tinha, pois servia como moeda de troca, e assim, começaram a criar grandes plantações de cacau no México. E com o passar do anos, eles juntaram adoçantes à essa bebida para ficar com um gosto mais agradável, e assim, o cacau começou a conquistar todo o povo espanhol. Após 150 anos, o cacau disseminou por toda a Europa, já nessa época, eram adicionados vários ingredientes ao cacau, como o leite, vinho, cerveja, açúcar e vários outros ingredientes. Após alguns anos, a bebida do cacau ganhou uma popularidade muito grande na França, devido ao rei Luiz XIII e a rainha Anne ter declarado essa bebida como a “bebida da corte francesa”. Com todo o sucesso que essa planta e a bebida fizeram, um francês decidiu abrir a primeira loja de cacau na cidade de Londres. Com essa ideia, surgiram muitas outras lojas de cacau, que já eram mais famosas do que as cafeterias.

O seu sucesso chegou na Inglaterra, no ano de 1795, utilizavam uma máquina a vapor que esmagava as sementes do cacau para ficarem em maiores quantidades, e essa inovação tecnológica ajudou bastante aqueles que fabricavam os tabletes de cacau. A verdadeira revolução da indústria de cacau, que permitiu a criação do chocolate que temos hoje, só foi erguida 30 anos depois, e essa revolução veio da Holanda, em 1828 por Conrad Van Houten, um químico holandês. Ele construiu uma prensa hidráulica, que conseguia extrair o cacau de um lado para a manteiga de cacau, e do outro a massa de cacau. Esse processo reduziu totalmente o sabor amargo e a acidez do produto. A massa de cacau era transformada em pó de cacau, depois, juntaram sais alcalinos com esse pó, o que permitia que ele fosse facilmente dissolvido em água.

Em 1876, o suíço Daniel Peter tentou durante 8 anos adicionar leite ao chocolate, porém, não conseguia chegar a um resultado que lhe agradasse. Já estava quase desistindo dessa ideia, quando resolveu mostrar essa ideia a Henry Nestlé. Nessa altura, Henry tinha acabado de melhorar a sua produção de leite condensado, foi ai que surgiu a ideia de adicionar leite condensado ao chocolate. Essa mistura deu um belo resultado, e foi assim que nasceu o chocolate ao leite.

Textura cremosa do chocolate
Textura cremosa do chocolate

Em 1880, Rodolphe Lindt, um grande inventor e fabrincante de chocolate suíço, criou o processo de “conchagem”, era um aparelho em formato de concha, onde dentro haviam dois cilindros de granito que moíam a massa do chocolate, movimentava para frente e para trás em um processo contínuo. Esse processo durava cerca de seis dias, o que resultava em um chocolate com uma textura bem macia. Através desse processo inventado por Lindt, a massa e a manteiga de cacau se transformava em um líquido muito cremoso e espesso, ganhando mais sabor e aroma ao chocolate, o que hoje chamam de chocolate de qualidade.

Outras Curiosidades

O que você achou dessa curiosidade?

Top