Você está aqui
Início > Diversos > Ciência > O que é aurora boreal?

O que é aurora boreal?

Aurora boreal é um fenômeno que ocorre nas regiões polares do nosso planeta, elas podem ser vistas perfeitamente a olho nu durante a noite ou final de tarde. São luzes brilhantes e coloridas, como se fosse mágica, que ocorrem em função do contato dos ventos solares com o campo magnético do nosso planeta.

O que é aurora boreal?
O que é aurora boreal?

Quando o fenômeno acontece em regiões que são próximas ao polo norte, é chamado de aurora boreal, mas, quando acontece no polo sul é chamado de aurora austral. Normalmente, estes fenômenos ocorrem entre os meses de fevereiro, março , abril, setembro e outubro.

Ao norte, a aurora boreal ocorre ao longo da costa norte da Sibéria, Escandinávia, Islândia, Groenlândia, Canadá e Alasca. Já ao sul, elas ocorrem na Antártica ou no Oceano Antártico.

O que é aurora boreal?
O que é aurora boreal?

As auroras podem aparecer em diversos formatos, como pontos luminosos, faixa no sentido horizontal ou circulares, entre vários outros. Porém, todos eles aparecem sempre alinhado ao campo magnético terrestre.

Suas cores também podem variar muito, mas as cores que mais aparecem são o vermelho, laranja, azul, verde, amarelo e lilás. Algumas vezes, todas essas cores aparecem juntas, tornando-se um arco-íris.

Em alguns momentos de tempestades solares, a Terra pode ser atingida por uma grande quantidade de ventos solares, e são nestes momentos que as auroras costumam aparecer mais. Mas, as auroras não são apenas show de luzes que a natureza oferece, elas também podem nos prejudicar em algumas coisas. Os ventos solares podem interferir nos meios de comunicação como sinal de televisão, radares, telefone, e outros sistemas eletrônicos no geral.

As auroras boreais não ocorrem somente no nosso planeta Terra não, elas também podem aparecer em outros planetas, de acordo com as sondas Voyager 1 e 2. As auroras em Júpiter e Saturno são maiores e mais poderosas, pois os campos magnéticos desses planetas são de magnitude intensa. Em Urano, elas são bem estranhas, pois o campo magnético lá é orientado mais ou menos na vertical.

Auroras são relativamente fracas, e a luz mais vermelha está muitas vezes no limite do que as nossas retinas podem enxergar. Câmeras, por exemplo, são frequentemente mais sensíveis e com um ajuste de longa exposição e um céu escuro aberto, você poderá ver cenas incríveis.

Outras Curiosidades

Deixe uma resposta

Top