Você está aqui
Início > Mundo Animal > Quokka: O animal mais feliz do mundo

Quokka: O animal mais feliz do mundo

É difícil entender o fato de que esse pequeno “roedor” da Austrália, na verdade, não é um roedor em tudo. É um herbívoro noturno que mede pouco mais de 40 centímetros, com pelagem marrom acinzentada e uma longa cauda. Parecido mais com um canguru, ou melhor, um “mini canguru”.

Mas o que é ainda mais interessante sobre os quokkas, é que muitas pessoas os consideram como os animais mais felizes do mundo, e não é difícil perceber isso, pois eles estão sempre sorridentes. Isso acontece porque depois de comer, seus músculos da mandíbula relaxam e o resultado é o sorriso largo que vemos em seus rostos. Durante o dia eles gostam de ficar relaxados e tranquilos, e por isso as pessoas o consideram como o animal que está sempre feliz.

Um quokka ficou famoso, graças a alguns turistas que tiraram selfies e postaram em redes sociais, ele também ficou conhecido como o “rei das redes sociais”.

Muitas pessoas os consideram como os animais mais felizes do mundo, e não é difícil perceber isso pois eles estão sempre sorridentes
Muitas pessoas os consideram como os animais mais felizes do mundo, e não é difícil perceber isso pois eles estão sempre sorridentes

Mas, não deixe que o seu comportamento engane, embora aparentam estar sempre alegres, quando um quokka é provocado ele pode atacar com seus dentes e garras, por isso, é melhor não irritá-los. Outra boa razão para não mexer com o quokka é a proteção que ele recebe pelo governo, pois a manipulação ilegal desse bicho de qualquer maneira que seja, irá custar uma multa de $ 300, e acusação por mau comportamento envolvendo o quokka, pode aumentar para $ 2.000. Isso é muito dinheiro lá.

Os quokkas não bebem água, eles se hidratam através das plantas, sua grande fonte de alimentação. Eles vivem aproximadamente 10 anos,  são caçados por cães, raposas, gatos e outros animais semelhantes.

Esse marsupial agora é vulnerável, está praticamente apenas um passo abaixo de ser extinto. Devido ao grande incêndio que ocorreu em fevereiro de 2015, que arrasou 98 mil hectares de florestas do sul da Austrália Ocidental. Os quokkas, infelizmente, passam por dificuldades porque estão isolados em pequenos espaços, com pouca vegetação para se alimentarem.

Outras Curiosidades

Deixe uma resposta

Top